Abacate pode ser arma contra doenças e envelhecimento, dizem cientistas
25 de Abril de 2012 • Atualizado às 11h45

O óleo de abacate foi analisado em testes para combater os radicais livres - moléculas perigosas que agem no envelhecimento e também são causadores de doenças cardíacas e câncer.

Os radicais livres se localizam no interior da mitocôndria, que são responsáveis por transformar os alimentos que ingerimos em energia. Muitas químicas antioxidantes encontradas em alimentos como frutas e legumes, como cenouras e tomates, podem limpar os radicais livres. Porém, diferente do óleo de abacate, elas não são capazes de entrar na mitocôndria.

"Os radicais livres vão prejudicando a mitocôndria, fazendo-as parar a produção de energia até a célula a entrar em colapso e morrer”, disse Christian Cortes-Rojo, da Sociedade Americana de Bioquímica e Biologia Molecular.

Os radicais livres instáveis são produtos naturais de resíduos do metabolismo, mas podem ser gerados em maior número devido a fatores tais como: poluição, fumo e radiação. Eles causam estragos no corpo, provocando reações em cadeia que destroem as membranas celulares, proteínas e até mesmo o DNA.

Este fenômeno é um dos fatores principais do envelhecimento e, acredita-se, que ele também desempenhe um papel importante em danos para as artérias e câncer.

Os pesquisadores descobriram que o óleo de abacate permite que as células de fungos sobrevivam a altas concentrações de ferro, elemento que produz grandes quantidades de radicais livres. "Precisamos confirmar que o que tem sido observado em fungos poderia ocorrer em organismos superiores, como os seres humanos," disse Cortes Rojo, da Universidade Michoacana de San Nicolas de Hidalgo, no México.

O óleo de abacate é semelhante em composição ao óleo de oliva, cujo consumo está associado a níveis anormalmente baixos de doenças crônicas em alguns países do Mediterrâneo. Segundo Rojo,  óleo de abacate pode se tornar "o azeite das Américas".

Uma pesquisa anterior realizada no México, o maior produtor mundial de abacate, mostrou que o fruto também reduz os níveis sanguíneos de colesterol e gorduras ligadas ao diabetes. Com informações do Daily Mail.



Faça você mesmo

institucional capa | quem somos | cadastre-se | sugestão de pauta | como anunciar | contato
canais meio ambiente | tecnologia | arquitetura | mídia e negócios | desenvolvimento | vida sustentável | cidadania | bike | faça você mesmo | vídeos

CicloVivo - Plantando notícias | Todos direitos reservados 2014.