Alternativas limpas para o transporte nas cidades do futuro
11 de Janeiro de 2011 • Atualizado às 08h57

O declínio nos níveis das fontes de combustíveis fósseis e o aumento das emissões de gases de efeito de estufa causadas pelos meios de transporte são os principais motivos para se pensar em carros ecologicamente corretos.

Sempre que se pensa em automóveis ecológicos imagina-se veículos movidos a eletricidade. Estes veículos não poluem as ruas e têm outra vantagem: são livres de ruídos. No entanto, estas máquinas faltam com duas características básicas exigidas pela maioria dos condutores - velocidade e potência. Para responder a questão da autonomia operacional, muitos designers industriais estão prevendo um futuro onde os carros serão capazes de gerar energia renovável em movimento, para que o carro tenha um melhor desempenho e mantenha as características “verdes”.

A cidade do futuro poderia ser bastante diferente do cenário urbano de hoje. Com pouco espaço disponível, as futuras cidades planejadas precisarão ter melhor infra-estrutura e veículos mais ecológicos, para permitir que os moradores mantenham seu estilo de vida acelerado.

Alguns problemas que um residente urbano pode enfrentar no futuro são: congestionamento, uma vez que mais terrenos serão utilizados para a construção de arranha-céus e as auto-estradas deverão estar entupidas com carros. A demanda por energia já está em crescimento, no ano de 2050 os níveis de poluição nas ruas pode se tornar insuportável. Com relação aos combustíveis fósseis, as reservas mundiais de petróleo devem se esgotar muito antes do esperado. Enquanto o carvão poderá durar um pouco mais,  o combustível para carros e outros veículos terão de ser proveniente de fontes limpas e renováveis. Na cidade do futuro, encontrar um lugar para estacionar pode ser complicado, por isso os carros poderão ser compactos ou de duas rodas que necessitam apenas de um pequeno espaço para estacionarem.

O futuro certamente será dominado pelos carros elétricos, que podem correr com baterias de íon-lítio ou células combustível de hidrogênio, combustível que proporciona um maior alcance e velocidade. Os carros elétricos, por sua vez, são mais baratos e, quando abastecidos com energia renovável, são 100% verdes. 

Outra alternativa para o transporte do futuro é utilizar como combustível a energia solar. Aproveitar a energia do sol para alimentar carros garante que a rede elétrica não seja sobrecarregada. Os designers industriais têm trabalhado, juntamente com algumas montadoras de veículos, na criação de carros com este perfil, fator que também melhora o desempenho do automóvel.

 A substituição de motores de combustão interna por motores elétricos silenciosos permite que os designers criem carros-conceitos que podem mudar de forma de acordo com as condições. Se ocorrer um engarrafamento, as criações chegam a reduzir seu tamanho para uma melhor adequação ao pequeno espaço entre outros carros. A velocidade e potência também poderá variar com a mesma praticidade. 

Enquanto os carros elétricos são mais lentos e demoraram horas para recarregar, o hidrogênio é o elemento mais abundante no universo, o que torna a alternativa totalmente apta a substituir os tradicionais combustíveis fósseis poluentes.

No entanto, mesmo com diversas invenções e novas alternativas de carros não poluentes, as motos é que devem representar uma das soluções mais eficazes. Estatísticas apontam que a maioria das viagens são feitas em carros com apenas um único passageiro. Por isso, uma outra alternativa para as cidades do futuro é que ao invés de carros, exista um número maior de motos elétricas circulando pelas ruas.

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter



Faça você mesmo

institucional capa | quem somos | cadastre-se | sugestão de pauta | como anunciar | contato
canais meio ambiente | tecnologia | arquitetura | mídia e negócios | desenvolvimento | vida sustentável | cidadania | bike | faça você mesmo | vídeos |

CicloVivo - Plantando notícias | Todos direitos reservados 2013.