Jardim Botânico canadense tem construção com selo LEED Platina
23 de Março de 2012 • Atualizado às 04h00

<p>
	A cobertura da constru&ccedil;&atilde;o foi equipado com um sistema fotovoltaico e para aquecer a &aacute;gua ser&aacute; utilizada uma caldeira movida a biomassa, alimentada por res&iacute;duos de madeira seca, recuperados da &aacute;rea circundante. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> A cobertura da constru&ccedil;&atilde;o foi equipado com um sistema fotovoltaico e para aquecer a &aacute;gua ser&aacute; utilizada uma caldeira movida a biomassa, alimentada por res&iacute;duos de madeira seca, recuperados da &aacute;rea circundante. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	O cobertura verde reduz os gastos energ&eacute;ticos, j&aacute; que minimiza a necessidade de sistemas de arrefecimento e aquecimento. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> O cobertura verde reduz os gastos energ&eacute;ticos, j&aacute; que minimiza a necessidade de sistemas de arrefecimento e aquecimento. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	O &aacute;trio central &eacute; equipado com uma clarab&oacute;ia que permite a entrada da luz natural e ainda serve como uma chamin&eacute; solar que esgota o ar quente. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> O &aacute;trio central &eacute; equipado com uma clarab&oacute;ia que permite a entrada da luz natural e ainda serve como uma chamin&eacute; solar que esgota o ar quente. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	As paredes s&atilde;o feitas de terra batida e concreto e a cobertura &eacute; verde. Mas, essas s&atilde;o apenas algumas caracter&iacute;sticas sustent&aacute;veis da constru&ccedil;&atilde;o. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> As paredes s&atilde;o feitas de terra batida e concreto e a cobertura &eacute; verde. Mas, essas s&atilde;o apenas algumas caracter&iacute;sticas sustent&aacute;veis da constru&ccedil;&atilde;o. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	O Centro de Visitas foi planejado para exceder as exig&ecirc;ncias necess&aacute;rias para a obten&ccedil;&atilde;o do selo LEED Platina. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> O Centro de Visitas foi planejado para exceder as exig&ecirc;ncias necess&aacute;rias para a obten&ccedil;&atilde;o do selo LEED Platina. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	A estrutura ondulada est&aacute; inserida entre a vegeta&ccedil;&atilde;o, caracterizando o equil&iacute;brio harmonioso entre a arquitetura moderna e a natureza. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> A estrutura ondulada est&aacute; inserida entre a vegeta&ccedil;&atilde;o, caracterizando o equil&iacute;brio harmonioso entre a arquitetura moderna e a natureza. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	A cobertura da entrada &eacute; ondulada, com um balan&ccedil;o dianteiro para o c&eacute;u l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> A cobertura da entrada &eacute; ondulada, com um balan&ccedil;o dianteiro para o c&eacute;u l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	O edif&iacute;cio possui 19 mil metros quadrados, divididos em p&eacute;talas, inspiradas nas orqu&iacute;deas nativas. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> O edif&iacute;cio possui 19 mil metros quadrados, divididos em p&eacute;talas, inspiradas nas orqu&iacute;deas nativas. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p>
	As estrat&eacute;gias foram usadas para sequestrar carbono suficiente para neutralizar as emiss&otilde;es de seu funcionamento. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

<p> As estrat&eacute;gias foram usadas para sequestrar carbono suficiente para neutralizar as emiss&otilde;es de seu funcionamento. l Foto: <a href=&quot;http://www.perkinswill.com/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Perkins Will</a></p>

O novo Centro de Visitas do Jardim Botânico VanDusen, no Canadá, é um edifício verde, que além de se camuflar em meio à natureza, recebeu a certificação LEED Platina. O projeto foi feito pelo escritório de arquitetura Perkins+Will, que tem sede em diversos países.

A estrutura ondulada está inserida entre a vegetação, caracterizando o equilíbrio harmonioso entre a arquitetura moderna e a natureza. As paredes são feitas de terra batida e concreto e sua cobertura é verde. Mas, essas são apenas algumas características sustentáveis da construção.

O jardim botânico, localizado em Vancouver, é repleto de formas orgânicas e sistemas naturais que inspiraram os arquitetos. Assim, o edifício possui 19 mil metros quadrados, divididos em pétalas, inspiradas nas orquídeas nativas. A estrutura também foi pensada para aproveitar da melhor maneira possível os recursos naturais. Por isso, a cobertura da entrada é ondulada, com um balanço dianteiro para o céu, e o átrio central é equipado com uma clarabóia que permite a entrada da luz natural e ainda serve como uma chaminé solar que esgota o ar quente.

O Centro de Visitas foi planejado para exceder as exigências necessárias para a obtenção do selo LEED Platina. Portanto, ele passou por análises rigorosas de sustentabilidade. A cobertura verde reduz os gastos energéticos, já que minimiza a necessidade de sistemas de arrefecimento e aquecimento. Estas estratégias, aliadas ao uso de fontes renováveis, permite que a estrutura seja considerada “zero energia”, em uma base anual.

A cobertura da construção foi equipada com um sistema fotovoltaico e para aquecer a água será utilizada uma caldeira movida a biomassa, alimentada por resíduos de madeira seca, recuperados da área circundante. A água da chuva é reaproveitada, e após ser filtrada serve como água cinza para ser usada dentro do edifício. As estratégias foram usadas para sequestrar carbono suficiente para neutralizar as emissões de seu funcionamento.

Com informações do Inhabitat.

Redação CicloVivo



Faça você mesmo

institucional capa | quem somos | cadastre-se | sugestão de pauta | como anunciar | contato
canais meio ambiente | tecnologia | arquitetura | mídia e negócios | desenvolvimento | vida sustentável | cidadania | bike | faça você mesmo | vídeos |

CicloVivo - Plantando notícias | Todos direitos reservados 2013.