Jogos de Londres irão emitir menos CO2 do que o planejado
27 de Abril de 2012 • Atualizado às 05h02

Os organizadores dos jogos olímpicos de Londres reduziram as previsões quanto às emissões de gases de efeito estufa do evento. Os bons resultados devem ser obtidos devido aos cuidados tidos com as construções, em que foram reaproveitadas todas as estruturas possíveis.

A pegada de carbono dos jogos deve ser de 315 mil toneladas métricas, muito abaixo do que se esperava inicialmente, que era de 400 mil toneladas de CO2. O relatório com as novas projeções foi divulgado na última quinta-feira (26), em um e-mail enviado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Londres.

A sustentabilidade foi um requisito respeitado em todas as etapas de planejamento dos jogos. Enquanto um grupo se reunia para definir estratégias voltadas à reciclagem e gestão dos resíduos, outros estavam focados em definir metas de energia renovável e redução no consumo.

Além de reduzir a quantidade de edificações novas, construídas para o evento, a comissão também se preocupou em encaminhar os resíduos da obra à reciclagem. Segundo o documento, 98% dos resíduos das demolições foram reciclados, ultrapassando a meta, que era de 90%. Já nas novas construções, a reciclagem chegou a 99% dos resíduos das obras.

O Parque Olímpico terá 11% de sua energia proveniente de fontes renováveis, entre elas: painéis solares, torres eólicas e biomassa. As soluções sustentáveis também se estenderam à comunidade londrina, com medidas eficientes sendo aplicadas em 2.800 casas e 12 escolas locais. Com informações da Bloomberg.

Redação CicloVivo



Faça você mesmo

institucional capa | quem somos | cadastre-se | sugestão de pauta | como anunciar | contato
canais meio ambiente | tecnologia | arquitetura | mídia e negócios | desenvolvimento | vida sustentável | cidadania | bike | faça você mesmo | vídeos |

CicloVivo - Plantando notícias | Todos direitos reservados 2013.