Jovens israelenses criam sistema de tratamento de água de baixo custo
08 de Março de 2012 • Atualizado às 23h30

Um casal de alunos israelenses do ensino médio da cidade de Netanya, Israel, desenvolveu um sistema que usa a luz ultravioleta dos raios solares para desinfetar e limpar o abastecimento de água, tornando-a adequada para o consumo.

A delegação israelense apresentou o projeto no Fórum Mundial da Água, ocorrido recentemente na França. O sistema desenvolvido pelos alunos ganhou o Intel-Israel 15th Annual Young Scientists Competition na última terça-feira (13).

Avishai Katko e Maya Braun da Sharett High School encontraram uma maneira de expor a água poluída à luz ultravioleta utilizando energias renováveis ​​de baixo custo. Segundo os jovens cientistas, o dispositivo, se produzido comercialmente, poderia ser utilizado em qualquer casa, por qualquer pessoa.

O sistema de tratamento de água portátil é modular, móvel e adequado para utilização em locais com escassez de água potável, que também possuam luz solar abundante durante a maior parte do ano.

A competição foi realizada no Museu de Ciência Bloomfield de Jerusalém, e a cerimônia de premiação foi realizada no Knesset. Os dois adolescentes receberão uma bolsa de estudo universitária no valor de NIS 12.000 (pouco mais de três mil dólares) e irão representar o país na competição mundial em Pittsburgh, Pensilvânia, no final deste ano.

Atualmente a maioria da água de Israel é produzida por usinas de dessalinização. A estratégia é uma faca de dois gumes: as pessoas precisam de água, mas, eventualmente, o processo usado para separar o sal da água do mar poderá causar danos irreparáveis ​​às fontes de água.

Mas, se comercializado, o sistema desenvolvido por Katko e Braun permitirá aos proprietários das casas colher e tratar sua própria água. Diretrizes de segurança científicas acompanhariam o produto. Descentralizar o tratamento da água dará aos moradores uma maior autonomia e, sem dúvida, reduzirá as grandes tarifas de água.

Em uma maior escala e combinada com outra tecnologia israelense que separa os sólidos da água - destinada as usinas de resíduos urbanos juntamente com uma série de outras técnicas de economia de água utilizadas em contextos agrícolas e industriais, o sistema de tratamento de água modular poderia transformar radicalmente como a água é usada no país.

Com sorte, o desenvolvimento das tecnologias limpas serão compartilhados com outras nações da região que enfrentam problemas de escassez de água ainda maior. Com informações do GreenProphet.

Redação CicloVivo



Faça você mesmo

institucional capa | quem somos | cadastre-se | sugestão de pauta | como anunciar | contato
canais meio ambiente | tecnologia | arquitetura | mídia e negócios | desenvolvimento | vida sustentável | cidadania | bike | faça você mesmo | vídeos

CicloVivo - Plantando notícias | Todos direitos reservados 2014.