- Publicidade -
startups google
Foto: Divulgação

O Google for Startups anuncia a abertura de inscrições para a nova turma do Google for Startups Accelerator. O programa oferece mentoria, suporte e ferramentas para ajudar startups já consolidadas a enfrentarem seus principais desafios técnicos e de produto. A nova edição do programa começará em setembro e será focada em empresas que desenvolvem soluções relacionadas à sustentabilidade, como por exemplo um olhar voltado para mudanças climáticas, reciclagem e muitas outras possíveis frentes de atuação. 

- Publicidade -

Para se inscrever, as startups precisam estar em estágio avançado de desenvolvimento, com produtos já estabelecidos, e com desafios tecnológicos voltados para Cloud, Machine Learning, Android e Web. As inscrições podem ser feitas por meio do site. Dez startups serão selecionadas para integrar o programa. 

Como funciona o programa?

Ao longo de três meses, o Google for Startups Accelerator oferecerá suporte e ferramentas para o aprimoramento do uso de Cloud, Machine Learning e Ads, entre outras tecnologias. Além de ajudar startups em estágio de escala a resolverem desafios de tecnologia e produto, a edição oferece sessões de mentoria com foco no desenvolvimento das lideranças.

Foto: iStock

“Com essa nova turma, nossa missão é acelerar startups que estão mirando em um desafio tão antigo e cada vez mais presente no nosso dia a dia que é a sustentabilidade. Precisamos de soluções que nos ajudem a prever, alertar ou resolver problemas latentes como as mudanças climáticas”, diz André Barrence, diretor do Google for Startups na América Latina.

Google for Startups Accelerator

Ao todo, mais de 85 startups já passaram pelo Google for Startups Accelerator, incluindo empresas que se firmaram como referências no mercado brasileiro, como Loggi, Nubank, idwall e fluke. O programa é uma das iniciativas do Google for Startups, que no Brasil, já apoiou mais de 300 startups que participaram deste e de outros programas, como o Programa de Residência, Growth Academy e Black Founders Fund. 

- Publicidade -

LEIA MAIS: